Dia do jornalista: uma data que deve ser celebrada

Em tempos tão dificultosos, ser jornalista no Brasil de hoje se tornou uma atividade de resistência

0
89

Neste dia 7 de Abril, comemoramos o Dia do Jornalista, e também uma data muito importante na história do Brasil a abdicação de Dom Pedro I; aparentemente, os dois fatos não teriam correlação, mas um decorreu do outro. E o Hino Nacional Brasileiro foi o que resultou desse encontro.

Originalmente intitulado “Hino a 7 de Abril”, foi composto por Francisco Manuel da Silva para celebrar a abdicação de Dom Pedro I, cuja posição se tornara insustentável depois do assassinato, meses antes, do jornalista Líbero Badaró, em São Paulo, por correligionários do Imperador; é certo que Dom Pedro I não mandou matar o jornalista Badaró, porém, ele publicava reportagens contra o regime que se tornava mais e mais autoritário, e sua morte, pelas mãos de simpatizantes da Coroa, “respingou” em Dom Pedro deslegitimando-o para governar até que optou pela abdicação em favor de seu filho, antes que alguma revolta derrubasse a própria Monarquia.

O “Hino a 7 de Abril” foi acolhido, ao longo do Período Regencial e do Segundo Império, como hino nacional, oficiosamente: nenhuma lei fizera dele “símbolo pátrio”; impôs-se ao sentimento dos brasileiros pelo seu significado de comemoração da Liberdade do Povo, de um governante que iniciara como “Libertador”, e terminou deixando o Brasil de navio com o nome de “Absolutista”.

Muitos anos se passaram desde então, e a importância do jornalista para a sociedade segue a mesma, ou até mais importante. Em tempos tão dificultosos, ser jornalista no Brasil de hoje se tornou uma atividade de resistência. Parabéns a todos os Jornalistas que fizeram a história deste país.

Da Redação do Portal Itaperuna Notícias por Ralph Lichotti