Marlon Moraes assume o 1° posto no ranking no peso-galo

0
128

O lutador friburguense, Marlon Moraes, recentemente venceu Raphael Assunção no UFC Fortaleza, assumiu a primeira colocação no ranking da categoria peso-galo e deu um passo importante para ser o próximo desafiante ao cinturão do Ultimate.

A cada batalha, Marlon Moraes demonstra estar forte, preparado e pronto para colocar o símbolo maior do UFC em sua cintura. “The Magic”, como é conhecido no mundo das artes marciais, voltou a encantar o planeta com um novo truque no esperado reencontro com o compatriota Raphael Assunção.

O peso-galo friburguense finalizou o pernambucano aos 3m17s do primeiro round, no evento principal do UFC Fortaleza, no último dia 2 de fevereiro. O duelo pode dar a Marlon a chance de desafiar o atual campeão dos galos da organização, o americano TJ Dillashaw. Para se ter uma ideia, o combate foi tratado como mais importante do que o encontro entre José Aldo e Renato Moicano, que fizeram a co-luta principal.

“Primeiramente, vou dizer pra vocês, quase não teve evento principal, eu tive diarréia a semana inteira. Fui testado esta semana. Há oito anos eu saí de Nova Friburgo numa tragédia igual a de Brumadinho, e meus sentimentos a todas as vítimas de lá. E quero dizer a todo mundo de Friburgo, eu amo vocês e eu vou pegar esse cinturão”, declarou logo após o combate, ainda no octógono, relembrando o acidente climático na região serrana do Rio, em 2011, e comparando-o com a tragédia recente na cidade mineira.

Antes do duelo, em junho do ano passado, Marlon nocauteou Jimmie Rivera, em Nova York (EUA), com um chute na cabeça do oponente. A vitória expressiva apenas consolidou a sequência de bons resultados, e o levou a ser o centro das atenções em Fortaleza, antes mesmo do novo êxito.

Antes de chegar ao UFC, Marlon “The Magic” Moraes, como é conhecido no mundo das artes marciais, foi campeão do World Series of Fighting (WSOF) com 13 vitórias consecutivas. O atleta de Nova Friburgo vive grande fase, e venceu três vezes consecutivas na organização, tendo superado John Dodson, Alijamain Sterling e Jimmie Rivera. A sequência positiva o levou ao posto de quarto no ranking dos galos – antes da luta de sábado. O friburguense possui um cartel de 22 vitórias, cinco derrotas e um empate.