Fernando Diniz deixa o Fluminense depois da derrota no Maracanã

0
93

O cenário estava montado para a queda de Fernando Diniz. Derrota em casa para o vice-lanterna, vaias e xingamentos ao fim do jogo e queda para a zona de rebaixamento. Tudo isso somado ao aviso do vice-presidente do clube no meio da última semana apontava para o adeus do treinador após o 1 a 0 para o CSA no Maracanã.

O fato foi anunciado na manhã desta segunda-feira (19) e Diniz não sobreviveu e deixa o clube tricolor carioca.

O clima no vestiário já era de abatimento e Diniz reconheceu a pressão da diretoria sob o presidente.

O vice, Celso Barros, era mais rígido na cobrança por resultados. Como fez em conversa com a imprensa na última semana. Celso não esteve no Maracanã no último domingo.

O auxiliar técnico Marcão, que chegou ao clube no meio do ano, assume a equipe interinamente. Na próxima quinta-feira, o Tricolor enfrenta o Corinthians pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, em São Paulo.

Em toda a temporada de 2019, o Fluminense de Diniz jogou 44 jogos, venceu 18, empatou 11 e perdeu 15. Neste ano, o Tricolor marcou 71 gols e sofreu 48, tendo 49,2% de aproveitamento. Ele deixa o Fluminense no 18º lugar na tabela do Brasileirão, com 12 pontos e a segunda pior defesa do torneio, atrás apenas da Chapecoense.

Leia a nota do Fluminense

“O Fluminense FC desligou, na manhã desta segunda-feira (19/08), o técnico Fernando Diniz. O clube agradece ao treinador e deseja sorte em sua carreira.

A diretoria trabalha na contratação do novo treinador e o auxiliar técnico Marcão assume a equipe interinamente.”

Da Redação do Portal Itaperuna Notícias