Morre em Itaperuna o ex-vereador João Paulo de Rezende Tinoco, aos 71 anos

O político esteve por 4 mandatos na Câmara de Vereadores do município

0
4437

Morreu na noite desta segunda-feira (06) o ex-vereador João Paulo de Rezende Tinoco, aos 71 anos, em Itaperuna, no Noroeste Fluminense. O político itaperunense de quatro mandatos, estava internado no Hospital São José do Avaí. O seu corpo será ser velado no Salão Nobre da Câmara de Vereadores e o sepultamento acontecerá no Cemitério Jardim Vale das Orquídeas as 14h00 desta terça-feira (07). João Paulo deixa a esposa Jane da Rocha Tinoco, os filhos Bruno, Luíza, Aline e quatro netos.

João Paulo de Rezende Tinoco, nasceu em Itaperuna no dia 21 de março de 1948. Segundo filho de Ruy de Oliveira Tinoco e Dalka Lobo de Rezende Tinoco, família descendente do desbravador Francisco Lannes Dantas Brandão, e que deu ao nosso município várias personalidades no campo político como: Senador Francisco Sá Tinoco, Amadeu Tinoco de Lacerda (Prefeito), Rubens Tinoco Ferraz (Deputado) do lado paterno e. Luiz Vieira de Rezende (Vereador na Primeira Câmara) pelo lado materno e José Egydio Tinoco Neto, seu primo, por parte de pai, (Deputado Federal por 3 mandatos).

João Paulo e sua esposa Jane da Rocha Tinoco

João Paulo, cresceu, estudou e foi criado em Itaperuna cidade na qual desenvolveu sua atividade no comércio onde com o seu carisma e desenvoltura passou a ser conhecido pelos mais humildes da nossa população.

Na década de 60 investiu na Construção Civil e foi o precursor da então novidade da época as “Lajes Premoldadas” e onde com seu trabalho construiu vários prédios públicos e as primeiras casas do Conjunto Habitacional da Estrada do Avaí, onde surgiu um dos mais importantes bairros da Cidade o Governador Roberto Silveira.

João Paulo junto com o coordenador do IBAMA desenvolvendo projeto para o Meio Ambiente para Itaperuna

João Paulo, foi professor de Educação Física e coordenador de esportes do Município de Itaperuna pela Secretaria Estadual de Educação e assessor parlamentar do então Deputado Luiz Fernando Linhares com o qual trabalhou até o seu trágico acidente em 1980.

Presente no meio político e desenvolvendo um grande papel na área social, João Paulo Tinoco passou a ser conhecido não somente em sua cidade natal, mas também em muitas outras do Estado do Rio e até mesmo em outros Estados da Federação com isso o caminho estava aberto para assumir um cargo eletivo.

Em 1988 candidatou-se para disputar uma cadeira pelo Partido Democrático Social na Centenária Casa de Legislação de Itaperuna, a Câmara Municipal. Foi eleito com uma expressiva votação, nascia assim o grande homem público que Itaperuna tanto orgulha.

João Paulo e a legalização dos pescadores de Itaperuna

Logo em seu primeiro mandato mostrou a sua liderança política e o seu conhecimento Legislativo. Foi membro da Comissão e Orçamento e Tomada de Contas, Líder do seu Partido e participou da elaboração do Regimento Interno que iria reger a elaboração da Lei Orgânica do Município.

Por sua desenvoltura e o seu conhecimento, João Paulo foi escolhido para assumir um dos mais importantes papéis da história de Itaperuna, foi o Presidente da Comissão de Sistematização e Redação Final de Elaboração da Lei Orgânica Municipal que foi promulgada em 05 de abril de 1990 e para culminar com o seu tão importante trabalho naquele ano, foi eleito para assumir a presidência da Câmara de Vereadores para o ano de 1991 com a unanimidade dos votos dos Vereadores.

João Paulo, apresentou vários projetos importantes para a sociedade Itaperunense como: da lei que possibilita a educação especial para o deficiente visual; da lei da coleta do lixo hospitalar de auto risco para uma maior proteção à população; da Lei que define um ensino de prevenção contra as drogas no sistema municipal de educação; da Lei que estabeleceu a leitura de um versículo da Bíblia Sagrada antes das reuniões da Câmara de Vereadores de Itaperuna; da Lei que levou até a parte alta da cidade o transporte coletivo urbano; da Lei que rebaixou o passeio público para facilitar o deslocamento dos deficientes físicos entre outras leis aprovadas pela Casa Legislativa de Itaperuna.

João Paulo no Meio Ambiente desenvolveu vários projetos no município

Em 1992 foi eleito para seu segundo mandato. Em 1993 foi o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito para levantamento de irregularidades nas Obras do “Corte de Pedra” da rua General Osório. CPI esta que foi concluída e todo o material remetido para o Tribunal de Contas da União como forma de fiscalizar a administração correta do dinheiro público. Este Tribunal por sua vez condenou através do despacho do seu relator os envolvidos a devolver aos cofres públicos o dinheiro gasto de forma delituosa.

João Paulo foi eleito para o seu terceiro mandato em 1996 assumido em 1997, neste mandato foi membro da Comissão de Justiça e Redação Final e da Comissão de Obras e Serviços públicos.

Com o advento da criação da Secretaria do Meio Ambiente em 1998, o prefeito Péricles Olivier de Paula convidou o vereador para assumir o cargo de Secretário Municipal do Meio Ambiente, por encontrar nele os requisitos para tão importante cargo da Administração Pública.

João Paulo vestiu a camisa da proteção ao Meio Ambiente e conseguiu colocar Itaperuna em páginas de grandes jornais, na Internet e nos noticiários de Rádios e Tvs pelo grande papel por ele desenvolvido no combate aos delitos ambientais bem como na recuperação do degradado habitat natural.

Para desencadear uma grande recuperação de nossa Flora e Fauna, João Paulo iniciou na Secretaria do Meio Ambiente vários projetos como: Recuperação da Ictiofauna do Rio Muriaé, Limpeza deste tão importante Rio; cadastrou e registrou quase todos os profissionais que vivem da pesca; normatizou o procedimento sobre o corte de árvores no município, para isso antes tem que ser feito um requerimento na Secretaria do Meio Ambiente para verificar a necessidade do corte, ficando a pessoa comprometida em plantar outra árvore; reflorestou o conhecido Morro do Cristo com mais de 20 mil árvores plantadas com irrigação por gotejamento usando técnica israelense; promoveu reflorestamento urbano juntamente com as Escolas sediadas no município; coibiu a pesca predatória no Rio Muriaé; o desmatamento e toda forma predatória de nosso ecossistema.

Por este tão brilhante trabalho desenvolvido em nossa Sociedade, João Paulo foi eleito em 2000 com uma expressiva votação, sendo o vereador mais votado em toda a história do Município de Itaperuna até então. Novamente convidado pelo prefeito Péricles Olivier de Paula para continuar o seu trabalho junto a Secretaria do Meio Ambiente, licenciou-se para assumir o Cargo de Secretário Municipal do Meio Ambiente onde naquele ano conseguiu em Brasília aprovar o Projeto de Repovoamento do Rio Muriaé, Construção de Escadas de Peixes na Usina Hidrelétrica da CERJ em Comendador Venâncio e a expectativa para liberação da verba pelo Ministério do Meio Ambiente para tão necessária obra que vai ajudar as espécie no período de reprodução.

Casado com Dona Jane Peixoto Rocha Tinoco, grande educadora do município de Itaperuna, João Paulo teve três filhos: Bruno Rocha Tinoco, que atua na área Fisioterapia; Luisa Rocha Tinoco, que formou em medicina e Aline Rocha Tinoco que se formou em odontologia.

João Paulo comandou várias ações conjuntas com outros órgãos no combate ai crime ambiental

João Paulo Tinoco, o “Xerife do Meio Ambiente” como é chamado pelos amigos pode se considerar uma pessoa que “Combateu o bom Combate” e em quem a sociedade pode confiar em momentos de necessidade como os inesquecíveis dias do início de 1997 quando com febre de 40 graus, pegou o seu barco, subindo e descendo o Muriaé conseguiu salvar muitos itaperunenses que estavam perecendo por causa das cheias.

É de pessoas como esta que o município de Itaperuna pode se orgulhar, como diz o grande escritor Manuel Bandeira, itaperunense de fibra, que não negou o amor a sua terra natal, não abandonou seus amigos e não fugiu da luta e nunca negou os seus ideais.

Da Redação do Portal Itaperuna Notícias, com texto e fotos de Marcos Vinicio Dias Ribeiro