Itaperuna completa 133 anos nesta terça-feira

0
1139

Nesta terça-feira (10) o município de Itaperuna, no Noroeste Fluminense, estará completando 133 anos de emancipação político administrativa. As autoridades civis e militares iniciarão o dia com o hasteamento dos pavilhões na praça Nilo Peçanha. A Câmara de Vereadores estará realizando uma Sessão Solene às 9h00, também ocorrerá o tradicional desfile cívico e militar com início marcado para às 16h00, e o encerramento das festividades com shows de artistas da terra no Mercado do Produtor à noite.

A história da Emancipação de Itaperuna

Quando o Brasil ainda vivia no regime monárquico, quatro dos sete vereadores que tomaram posse na Câmara de Itaperuna em 10 de maio de 1889 eram declaradamente a favor da Proclamação da República. A posição contrária à política do Imperador Dom Pedro II tornou-a a primeira câmara republicana do país, seis meses antes que a monarquia fosse dissolvida.

A cópia da ata da primeira reunião plenária e os retratos dos sete primeiros vereadores são relíquias preservadas até hoje pelo legislativo itaperunense.

Homenagem de artistas de Itaperuna aos 133 anos do município

Criação do município em segundo plano

Na história de Itaperuna, o dia 10 de maio ficou marcado como data mais importante por causa da primeira câmara republicana do país. Nas outras cidades, geralmente comemora-se a data de elevação à categoria de cidade. Em Itaperuna, tal fato aconteceu no dia 6 de dezembro de 1889. Pelo Decreto nº 2, a Vila São José do Avaí foi elevado à categoria de cidade com o nome de Itaperuna.

O mesmo decreto criou a comarca local e 11 distritos, muitos já emancipados: São José do Avaí (Itaperuna), Nossa Senhora da Penha, Laje do Muriaé, São Sebastião da Boa Vista, Natividade do Carangola (Natividade), Santo Antônio do Carangola (Porciúncula), Varre-Sai, Santa Clara do Carangola, Arrozal de Sant’Ana do Itabapoana (Rosal), Bom Jesus do Itabapoana e Santo Antônio do Itabapoana (Calheiros).

Vereadores Eleitos em 1889

Francisco de A. Ribeiro dos Santos (presidente)
José Domingues da Silva
Antônio Gonçalves Sobrinho
Carlos Augusto de Araújo Reis
Capitão Joaquim Custódio Fernandes
Luiz Vieira de Resende
Malvino Malveira da Motta

A denominação

Em tupi-guarani, Itaperuna quer dizer “caminho da pedra preta”. Foram muitos os que descobriram este caminho ao longo do Rio Muriaé — e transformaram Itaperuna na principal cidade do Noroeste Fluminense. Hoje, ela comemora 133 anos.

A cidade, que aparece com suas primeiras referências nas expedições de José de Lannes Brandão, no Século XVIII, tem hoje mais de 100 mil habitantes e é um importante centro de pecuária leiteira, de comércio e serviços. Nos últimos anos Itaperuna ficou conhecida como um pólo na área de saúde, tendo o Hospital São José do Avaí como referência estadual. A cidade também se tornou um importante centro universitário, sediando vários cursos superiores por diversas entidades educacionais.

Da Redação do Portal Itaperuna Notícias / Marcos Vinicio Dias Ribeiro