Escritor deseja a contaminação da família de Bolsonaro com COVID-19 e morre dias depois com a doença

0
1690

No dia 4 de abril escritor Sérgio Sant’Anna, considerado um mestre dos contos e um dos maiores nomes da literatura brasileira, foi às redes sociais, zombando da Justiça Divina, fesejou a morte de toda família de Bolsonaro por COVID-19, desejou também
a morte do General Mourão e até mesmo de Donald Trump e um monte mais. Segundo o autor “como Deus não existe, ou é indiferente”, morrerão mesmo os pobres”. O fati foi que neste domingo (10), aos 78 anos, este escritor vei a falecer no Rio de Janeiro. Ele estava internado em um hospital particular na Zona Norte do Rio, com sintomas da doença. Ele deixa dois filhos.

Na véspera, a irmã do escritor, na mesma rede social, informou que o irmão apresentava sinais de melhora clínica. Ele estava internado desde o dia 3 de maio com sintomas da COVID-19.

O Hospital Quinta D’or, onde o escritor estava internado, confirmou a morte, ocorrida na madrugada, e disse não ter autorização para divulgar detalhes.

Da Redação do Portal Itaperuna Notícias