Casal preso pela morte de bebê de 3 meses em Itaocara

Promotoria de Justiça de Itaocara obteve a prisão temporária para que as investigações prossigam

0
594

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da Promotoria de Justiça de Itaocara, obteve a decretação da prisão temporária, pelo crime de homicídio qualificado, dos pais de uma menina de três meses por agressão contra a filha. A menina foi levada ao hospital na sexta-feira (22), já sem vida e com muitas manchas roxas pelo corpo. Gabriel da Silva dos Santos Ferreira e Vitória Carvalho Borges Barria foram presos na manhã desta terça-feira (26).

De acordo com informações obtidas pelo MPRJ por meio das investigações, o bebê vinha sendo agredido fisicamente pelo pai por diversos dias e apresentava lesões corporais com estágios diversos de evolução. As agressões do pai, ainda segundo as investigações, contavam com a omissão da mãe. Os pais alegaram que a menina era portadora de doença hematológica, o que justificaria a existência de manchas roxas no corpo, mas exames preliminares da necrópsia identificaram fatura na tíbia, no fêmur e traumas na cabeça, com edema cerebral.

O bebê já havia sido levado anteriormente com manchas roxas a um hospital em Itaperuna, ocasião em que o Conselho Tutelar foi alertado, iniciando o acompanhamento do caso, com a mãe afirmando, sempre, tratar-se de manifestação de doença hematológica. Até o momento os médicos que acompanharam as primeiras internações do bebê são unânimes em afirmar que as lesões não são decorrentes de doenças, mas sim de maus tratos.

Da Redação do Portal Itaperuna Notícias com informações do MPRJ